Arquivo | setembro 2011

*+*- Q calor*+*

 Aiii que CALOR insuportável …

Abriram as portas do infernoo.. q calor ..

naum to conseguindo dormir de tanto calor e amanhã tenho d acordar cedinho.. aff =/

 

 

Anúncios

*+*Red Hot Chili Peppers homenageia filho de Cissa Guimarães:*+*

A atriz conseguiu que seu filho Rafael Mascarenhas, morto no ano passado em um atropelamento no Rio de Janeiro, fosse homenageado pela banda de Anthony Kiedis no dia que completaria 20 anos. Puxados pelo percussionista brasileiro Mauro Refusco, os músicos voltaram para o bis vestindo camiseta estampando o rosto do jovem.

Foi muito emocionante!!!

*+*Mineiro*+*

MINEIRO não chama a POLÍCIA, chama “USZÔMI”
MINEIRO não SENTE AGONIA, ele SENTE GASTURA”
MINEIRO não diz COMO VAI, diz  “CUMÉ QUE CÊ TA”
MINEIRO não liga o PISCA, “DÁ SETA”. 
MINEIRO não para no semáforo, para “NO SINAL”. 
Para o MINEIRO as coisas não estragam, “TÁ RUIM”. 
MINEIRO não come pão FRANCÊS, come “PÃO DE SAL”. 
MINEIRO não chupa TANGERINA, chupa “MIXIRICA”. 
MINEIRO não acha alguns alimentos sem AÇÚCAR, acha “SEM DOCE”. 
MINEIRO não LAVA COM ESPONJA, lava com “BUCHA”. 
Ser MINEIRO é dizer UAI e ser diferente; é ter marca registrada, é ter história. 

*+*Destino?*+*

Michael Jackson tinha uma reunião no World Trade Center no 11 de setembro de 2001, mas acabou dormindo demais e se atrasando

Jermaine, irmão de Michael Jackson, disse em entrevista que o cantor poderia ter morrido no ataque às Torres Gêmeas no 11 de setembro de 2001, caso não tivesse dormido demais. As informações são do The Sun.

Naquela data, Michael tinha uma reunião no World Trade Center, mas estava exausto por conta de um show na noite anterior e acabou perdendo a hora e se atrasando.

Jermaine disse que toda a família ficou em pânico quando imaginou que o astro estivesse no prédio, mas que felizmente a mãe do cantor, Katherine Jackson, sabia que ele estava são e salvo em casa.

 

*+*Suposta imagem do corpo de M. Jackson é exibida em julgamento*+*

Conrad Murray saberá se será considerado culpado pela morte do cantor na próxima semana

Mesmo com o paciente inconsciente na cama, o Dr. Conrad Murray, médico que receitou remédios para Michael Jackson e que é acusado de ter sido responsável por sua morte, afirmou aos paramédicos responsáveis pelo resgate do corpo do cantor que ele estava bem. As informações foram publicadas pelo site Female First.

Segundo Richard Senneff, o primeiro paramédico a chegar na casa do astro na tarde do dia 25 de junho de 2009, Murray permaneceu um tempo imóvel na frente do paciente e disse, “ele não está com nenhum problema. Está bem. Como passou a noite inteira ensaiando, estou fazendo um tratamento para evitar a desidratação”.

O médico teria ido ainda mais longe. De acordo com documentos obtidos pelo jornal britânico Daily Mirror, quando questionado se havia receitado algum medicamento ao cantor – foi uma dose letal do anestésico Propofol que o matou -, Murray negou, para dizer segundos depois ter dado a ele apenas uma droga contra ansiedade para ajudá-lo a dormir.

O julgamento do médico ocorre na semana que vem e, se condenado, ele poderá passar até quatro anos na prisão.